Abertas as inscrições para o concurso cultural dos 35 anos da PJE

Publicado em 23 de maio de 2016 Por Seja o primeiro a comentar!

PJE do Brasil 2012

 

A Pastoral da Juventude Estudantil (PJE) celebrará, em 2017, seus 35 anos de vida.

Para comemorar esse importante marco em sua história, a Coordenação Nacional da PJE tornou público o edital que promove o concurso cultural para escolha da identidade artística de seu 35° aniversário pastoral.

O concurso elegerá o logotipo (identidade visual) dos 35 anos da PJE, bem como o hino (identidade musical) desse aniversário.

Podem participar do concurso todos os militantes da PJE, de qualquer grupo de base do Brasil, de estados articulados ou não.

Além disso, é permitido aos participantes inscreverem-se no concurso com mais de uma proposta de logotipo e/ou de hino, em ambas as categorias, inclusive simultaneamente.

O prêmio aos vencedores serão as passagens aéreas e terrestres para participar da XVI Assembleia Nacional da PJE, que ocorrerá em julho de 2017.

As inscrições deverão ser feitas até o dia 30 de agosto de 2016, por intermédio do e-mail secretaria@pjebr.org.

Para maiores informações, consulte o edital do concurso.

 

PJE em 2017

Celebrando seus 35 anos, a PJE promoverá, em julho de 2017, sua XVI Assembleia Nacional, que ocorrerá no Vale do Paraíba, interior de São Paulo.

As terras proféticas do Vale do Paraíba foram escolhidas para ser a casa da nova Assembleia da PJE, pois, também em 2017, a Igreja do Brasil celebra o 300° aniversário do descobrimento da imagem de Nossa Senhora Aparecida, mãe e padroeira do Brasil, nas águas do Rio Paraíba do Sul.

A próxima Assembleia terá como tema “35 ANOS DE PJE: CRER, SEMEAR, AMADURECER”, como lema “SOB AS BÊNÇÃOS DA MÃE APARECIDA, CELEBRAMOS NOSSA HISTÓRIA E PROFETIZAMOS A ESPERANÇA” e como iluminação bíblica “QUE DEIS MUITO FRUTO E VOS TORNEIS MEUS DISCÍPULOS” (Jo 15, 8b).

A XVI Assembleia tem como objetivos a celebração dos 35 anos da Pastoral, a avaliação do último triênio e o planejamento do próximo, além de ser importante marco histórico, pois, nesse encontro, os delegados presentes irão votar e aprovar os textos que comporão a próxima edição do novo Marco Referencial da PJE.

Conheça mais sobre a PJE

A Pastoral da Juventude Estudantil, bem como as demais Pastorais da Juventude do Brasil, é fruto da Ação Católica (AC) – movimento idealizado para favorecer a participação popular na construção de “Outro Mundo Possível”.

Em princípio, constituiu-se uma Ação Católica Geral (1932 – 1950). Posteriormente, percebendo-se que a formação levada a cabo deveria estar em sintonia com as especificidades do meio na qual estava inserida, a ação teve seus contornos alterados. Um mesmo modelo que era adotado para o trabalho pastoral na fábrica dificilmente teria pertinácia para ser utilizado na escola, no campo e assim por diante.

Nesse sentido surge a Ação Católica Especializada (1950 – 1966), para melhor encarar os desafios propostos por diferentes realidades. Os jovens tiveram um papel de destaque na concretização da ACE e formaram-se grupos específicos –  JAC (Juventude Agrária Católica), JEC (Juventude  Estudantil Católica), JIC (Juventude Independente Católica), JOC (Juventude Operária Católica) e JUC (Juventude Universitária Católica) – abrindo caminho para a efervescência das CEB’s (Comunidades Eclesiais de Base).

No início da década de 1980, as lutas pela redemocratização vivem seu momento mais intenso. Nesse contexto, um grupo de estudantes de Goiânia ligado à JEC toma a iniciativa de retomar a articulação nacional. Assim, realizou-se o a 1ª Reunião Nacional, de 08 a 11 de julho de 1982, com 14 pessoas vindas do Pará, de Goiás e São Paulo, ocorrida no Colégio Marista de Goiânia. Trocaram experiências sobre a organização dos estudantes secundaristas, analisando o acúmulo da JEC e traçando linhas comuns para a formação de uma “Pastoral Secundarista”.

Em 1984, ocorreu a 3ª Reunião Nacional, que foi decisiva para que o movimento passasse a se chamar “Pastoral da Juventude Estudantil” e integrar, em conjunto com as demais Pastorais da Juventude do Brasil (PJ, PJMP e PJR).

Durante esses 34 anos, a PJE passou por várias mudanças, porém, jovens e adultos continuam a se apaixonar por esse trabalho e se empenham cada vez mais na construção da Civilização do Amor, tendo sempre em mente que, na construção do Reino na Escola, o estudante é o motor, o mestre de obras, o sujeito-base.

 

– Com colaboração de Iago Ervanovite (PJE)

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais