A Comissão para a Juventude e a preparação do caminho Sinodal

Publicado em 27 de setembro de 2018 Por Seja o primeiro a comentar!

Com as portas abertas a Igreja no Brasil e no mundo se prepara para acolher o Sínodo dos jovens. Nós, não queremos perder nada e resolvemos fazer uma retrospectiva desse caminho sinodal. Com muita alegria ao revisitar esses espaços conquistados vemos sinais concretos de escuta e diálogo. Como começou, quais os processos, onde estamos e onde chegaremos? Dom Vilsom Basso, nos recorda os momentos mais importantes desse caminho.

No dia 13 de janeiro de 2017, o Papa Francisco anunciou o Sínodo dos Bispos. Logo em seguida as edições CNBB publicaram o Documento Preparatório para o Sínodo.

Dom Leonardo Steiner, secretário geral da CNBB e dom Vilsom Basso, presidente da CEPJ – Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, enviaram duas cartas aos irmãos bispos a respeito do questionário preparatório a ser respondido nas arquidioceses, dioceses e prelazias.

O Card. Dom Sérgio da Rocha, Relator Geral do Sínodo, nas reuniões do Consep – Conselho Permanente da CNBB e na Assembleia Geral da CNBB foi a pessoa encarregada da temática do Sínodo.

Em março de 2017, na reunião dos bispos e padres referenciais regionais da juventude, distribuímos e estudamos o Documento Preparatório para o Sínodo dos Bispos e refletimos sobre nosso compromisso de animar o estudo, as respostas ao questionário e aprofundamento das temáticas dos sínodo nos regionais.

Um lugar para os jovens

Em marco de 2017, na reunião com a Coordenação Nacional de Jovens e Equipe Jovem de comunicação, fizemos o estudo e refletimos sobre qual a missão de cada um, em suas expressões juvenis, de divulgar, estimular as respostas ao questionário e aprofundamento das temáticas referentes ao sínodo dos jovens.

No início de abril, Dom Vilsom Basso e Lucas Galhardo, um bispo da Comissão Episcopal e um membro da Coordenação Nacional de Jovens, participaram, em Roma, do encontro de avalição da Jornada Mundial Juventude na Polônia e de preparação da JMJ Panamá. Dois dias deste encontro foram dedicados ao estudo e aprofundamento sobre o Sínodo dos Bispos, com representantes de 130 países. A Vigília com o Papa Francisco foi um momento especial de impulso ao Sínodo dos Jovens, como nos disse pessoalmente o Papa.

Em julho, em Aparecida, no encerramento do Rota 300, na semana missionária nacional, tratou-se, também, do sínodo e estimulou-se a participação das juventudes.

Em setembro, no 2º Encontro Nacional de Revitalização da Pastoral Juvenil, que definiu o Projeto IDE, projeto de evangelização para a juventude do Brasil, a temática do sínodo serviu também de iluminação para as decisões dos projetos assumidos.

Em setembro, seis representantes do Brasil, sendo um da coordenação nacional de jovens, convidados pela comissão do sínodo, participaram do Seminário Internacional em preparação para o mesmo.

A voz dos jovens

Quase 200 dioceses responderam o questionário preparatório. Em outubro, a comissão de síntese dos questionários, que fora constituída por dom Leonardo, entregou ao Secretário Geral da CNBB a síntese final do Questionário Preparatório para o Sínodo, e a CNBB enviou à Comissão do Sínodo.

Uma das novidades deste sínodo foi a possibilidade de responder ao questionário preparatório diretamente no Site do Sínodo. Mais de 15 mil jovens do Brasil e do mundo enviaram respostas ao questionário.

IDE

Em novembro de 2017 foi publicado o folder com a síntese do Projeto IDE, que acolhe as orientações do Sínodo dos Jovens e da Amazônia, e 30 mil folders foram enviados à todas as dioceses do Brasil.

De janeiro a julho de 2018, em cinco encontros nacionais da PJ, PJMP, Congregações Religiosas que trabalham com jovens, Movimentos Juvenis, Novas comunidades e de Grupos Jovens Paroquiais, a temática do sínodo, junto com o Projeto IDE, teve espaço importante.

Em fevereiro de 2018, a Comissão Episcopal para a Juventude começou a visitar os Regionais da CNBB, estudando e divulgando o Projeto IDE, aprofundando a reflexão sobre o Sínodo dos Bispos, com os responsáveis diocesanos de juventude.

Em março, seis jovens do Brasil, 3 dos quais enviados oficialmente pela CNBB, participaram da Reunião Pré-sinodal com o Papa Francisco, em Roma, outra novidade deste Sínodo.

Em abril, na assembleia geral da CNBB foram eleitos os delegados da CNBB para o sínodo.  Cinco bispos do Brasil estarão participando: Card. Dom Sérgio da Rocha, Arcebispo de Brasília, Relator Geral do Sínodo, Dom Jaime Spengler, OFM, Arcebispo de Porto Alegre; Dom Eduardo Pinheiro, SDB, Bispo de Jaboticabal; Dom Gilson Andrade da Silva, Bispo Coadjutor de Duque de Caxias e Dom Vilsom Basso, SCJ, Bispo de Imperatriz-MA.

Em junho, foram enviados para as dioceses do Brasil, pela CNBB, os livretos do Projeto IDE, projeto que contempla e, desde já, acolhe as decisões do sínodo dos bispos. O projeto IDE, com o Eixo Ecologia Integral, une o Sínodo dos Jovens ao Sínodo Extraordinário da Amazônia.

Uma comunicação sempre a serviço

Durante todo este tempo, o site www.jovenconectados.org,br trabalhou constantemente a divulgação e o estímulo à participação da juventude.

Foram muitos os artigos em revistas, colunas, entrevistas em TVs católicas e rádios, conversando, debatendo e escrevendo sobre o sínodo dos jovens, material feito pela Comissão Episcopal, pela coordenação nacional de jovens e pelos jovens que participaram da Reunião Pré-sinodal realizada em Roma.

Nos dias 7 e 8 de setembro, em Brasília, com duzentos responsáveis diocesanos pela juventude, aprofundou-se a temática da mística do Papa Francisco e a mística que deve animar nosso trabalho com as juventudes no Brasil e também um momento especial de preparação pra o Sínodo.

Depois desta preparação, a Comissão Episcopal, a Coordenação Nacional de Jovens e a Equipe Jovem de Comunicação refletiu e chegou à conclusão que seria importante continuar o trabalho de motivação, reflexão, acompanhamento e oração pelo sínodo, um trabalho pós-sínodo.

Por isso, preparamos uma carta aos irmãos bispos do Brasil, uma oração e uma série de propostas concretas para o tempo de realização do sínodo e sugestões concretas de acompanhar a realização do mesmo. Preparamos também atividades para o pós-sínodo, trabalhando as expectativas e esperanças das decisões que Papa Francisco deverá publicar.

Todas estas propostas foram apresentadas, debatidas e compartilhadas no encontro com os responsáveis diocesanos de juventude, em Brasília, nos dias 7 e 8 de setembro de 2018 e apresentadas ao Consep, nos dias 18 e 19 de setembro de 2018.

Todas estas sugestões serão trabalhadas e divulgadas no site www.jovensconectados.org.br.

Para garantir a continuidade e a acolhida do Sínodo dos Jovens, teremos a reunião com os Bispos Referenciais Regionais, os Padres Referenciais Regionais, a Coordenação Nacional de Jovens e a Equipe Jovem de Comunicação nos dias 20 a 24 de março de 2019.

Esta é uma breve síntese da preparação para o Sínodo que a Comissão Episcopal realizou na Igreja Católica no Brasil.

A partir de agora, para acompanhar estas informações sobre o sínodo e todo trabalho de evangelização das juventudes em nosso país, É SÓ BAIXAR O APLICATIVO: JOVENS CONECTADOS, no Google Play e App Store. Com a Equipe de Comunicação, lançamos este aplicativo no dia 8 de setembro.

Por fim, queremos dizer que com o anúncio e preparação para o Sínodo dos Bispos: Os jovens, a fé e o discernimento vocacional, vivemos um kairós, um tempo de graça para as juventudes no Brasil e do mundo inteiro.

Estamos em alegre espera pela realização, pelas decisões e orientações que serão emanadas por este sínodo dos Bispos.

Estivemos, estamos e estaremos em oração ao Divino Espírito Santo pelos muitos frutos que este sínodo está e irá suscitar em toda a Igreja.

Por Dom Vilsom Basso, SCJ
Bispo de Imperatriz
Presidente da Comissão Episcopal para a Juventude

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais